Javascript - Habilite o javascript em seu navegador para poder logar e utilizar o site.
Blinking light Poste

Assemblage • Safra 2014 • Vinho

Veo Grande Reserva Cabernet Syrah

Viñedos Errazuriz Ovalle

D.O. Valle de Colchagua • Chile • 750 ml

Tipo
Corpo
Aromas e Sabores
Uva(s): Cabernet Sauvignon, Syrah.
Harmonização: Carnes vermelhas, Cordeiro, Massas, Pizzas.
Ocasiões: Degustar devagar, Petit comité, Presentear alguém.
Envelhecimento: 8 meses em barricas de carvalho francês e americano.
Temperatura de Serviço: 18 ° C
Teor Alcoólico: 13 %
Volume: 750 ml

de R$86,00 por

R$ 78,00
Associado do Clube

R$70,20


CONHEÇA O CLUBE

Descrição Detalhada

Viñedos Errazuriz Ovalle é a maior empresa familiar de bodegas do Chile, tendo sido fundada em 1922 pelo senhor Francisco Javier Errazuriz. Seus vinhedos estão espalhados pelos vales de Colchagua, Curicó e Maule, cobrindo uma extensão de impressionantes 2600 hectares, com vinhas cuidadosamente irrigadas por gotejamento. Aproximadamente 2000 hectares desses vinhedos, chamados de “terras de Marchigüe”, estão no Colchagua e pertencem à família há mais de um século. O trabalho e os esforços constantes da família Errazuriz Ovalle nessas terras transformaram os solos de baixo valor comercial em um verdadeiro núcleo de prosperidade e fonte de renda para milhares de pessoas, dando continuidade a uma tradição familiar que contribui para o progresso da vitivinicultura chilena. Sua principal linha de vinhos feita nesse terroir é a VEO GRANDE, sendo que as três primeiras letras representam exatamente as iniciais da produtora: Viñedos Errazuriz Ovalle. Aqui está uma bonita trajetória no cenário de vinhos do Chile, que, apesar de nos apresentar a história de uma grande vinícola, a mesma nunca deixou para trás seu caráter familiar e o foco na qualidade de seus vinhos. Algo raro quando se trata de grandes produtoras de vinho na América do Sul.

Para se entender melhor a personalidade dos vinhos criados no Valle de Colchagua, primeiro precisamos conversar sobre sua geologia. Esse vale chileno foi “desenhado” naturalmente pelo rio Tinguiririca, que nasce na base do vulcão de mesmo nome (dentro da Cordilheira dos Andes) e corre por 100km até o rio Rapel. Essa condição preencheu o vale de encostas, permitindo excelente drenagem da água e boa exposição solar, fazendo com que as uvas amadureçam plenamente. A consequência disso é a possibilidade de se cultivar castas de maturação tardia e, consequentemente, de se produzir vinhos intensos e aromáticos! Foi então que o enólogo José Agustín Henríquez nos presenteou com uma belíssima combinação de duas castas que costumam atuar sozinhas em varietais chilenos. A primeira delas é a variedade principal do corte, Cabernet Sauvignon, uma velha conhecida de nós enófilos brasileiros. Essa uva carrega consigo potência, taninos abundantes e aromas intensos de frutas maduras. Já a casta que completa o corte é a Syrah, trazendo picância para o vinho, além de mais taninos e ótima persistência em boca. Trata-se de um exemplar selecionado à mão, para demonstrar a complexidade do Colchagua em uma escala elevada de intensidade. Cheers!

Texto do Sommelier Rodrigo Ferraz - Direitos Reservados