Javascript - Habilite o javascript em seu navegador para poder logar e utilizar o site.
Blinking light Poste

Assemblage • Safra 2015 • Vinho

Maison Halley 1885

Languedoc • França • 750 ml

Tipo
Corpo
Aromas e Sabores
Uva(s): Grenache, Merlot, Syrah.
Harmonização: Massas, Pizzas, Queijos meia-cura, Suínos.
Ocasiões: Degustar devagar, Ouvindo música, Para casais.
Envelhecimento: Pouco mais de 1 ano em tonéis de aço-inox.
Temperatura de Serviço: 18 ° C
Teor Alcoólico: 12,5 %
Volume: 750 ml

de R$80,00 por

R$ 72,00
Associado do Clube

R$64,80


CONHEÇA O CLUBE

Descrição Detalhada

Esse vinho foi produzido na região do Languedoc, que fica entre Provence e Roussillon. Essa é uma área francesa de temperaturas mais quentes ao longo do ano, no extremo sul do país. Além de serem produzidos em algumas das paisagens mais bonitas da França, os vinhos dali trazem consigo a energia alegre de seu povo, de seu sol brilhante, de sua costa marítima maravilhosa. A vitivinicultura de Languedoc é muito antiga, começou com os Gregos e foi desenvolvida pelos Romanos. Hoje a especialidade regional são os cortes de perfumes e taninos intensos, feitos principalmente com castas que se adaptam bem a climas mais quentes. Essa estratégia de se fazer cortes de variedades diferentes tem um propósito, que é justamente fazer a correção natural dos vinhos para se atingir o equilíbrio e a complexidade ideais. Existem outras regiões do mundo que também são reconhecidas por adotarem esse estilo, mas essa é sem dúvida uma das mais famosas de todas.

A criação de cortes de estrutura mais intensa se tornou um caráter dos produtores de Languedoc, tanto para vinhos tintos como brancos. Quando se trata dos tintos, as principais castas cultivadas são Grenache, Syrah e Mourvèdre, mas o produtor Maison Halley decidiu fazer uma pequena releitura desse blend clássico trocando a  Mourvèdre pela Merlot. Ficou muito interessante, pois a Grenache colabora com sua estrutura mais densa, seu açúcar residual típico e seu aroma de especiarias doces, a Syrah traz picância e taninos firmes, enquanto a merlot finaliza o corte com equilíbrio e elegância. Trata-se de um vinho típico do sul da França, uma aula de vitivinicultura e uma das experiências que mais gosto de repetir no mundo dos vinhos finos.

Texto do Sommelier Rodrigo Ferraz - Direitos Reservados